Entrevista: Distraught

Com 20 anos de carreira e muitos shows na bagagem a banda gaúcha de Thrash Metal Distraught foi escolhida para abrir o show do Megadeth que acontece dia 26 de abril as 22h no Pepsi OnStage.

O vocalista André Meyer concedeu entrevista exclusiva ao Poa Show falando sobre a carreira da banda além, é claro, desse momento tão importante.

POA Show – A banda divulga atualmente seu quarto álbum, “Unnatural Display of Art”. O que ele traz de diferente com relação aos trabalhos anteriores?

André Meyer – No “Unnatural Display of Art” conseguimos atingir um ótimo nível de gravação. A arte gráfica ficou excelente também, isso tudo, somado ao nosso amadurecimento musical diferenciou bastante em relação aos álbuns anteriores.

 

POA Show – O disco foi lançado no Brasil e no Japão. Como surgiram os selos? Há expectativa de lançamento em outros países?

André Meyer – No Brasil foi lançado em maio de 2009 e no Japão em setembro de 2009. A Voice Music aqui do Brasil já estava interessada em lançar esse CD. O Silvio Golfeti (Voice) já conhecia a Distraught. No Japão mandamos uma cópia através do Diego (Hibria) para entregar para os caras da Spiritual Beast. Eles gostaram bastante e assinamos com eles o que já rendeu até uma entrevista na Burnn. Em outros países recebemos algumas propostas, mas nada do nosso interesse ainda.

 

POA Show – Como foi o processo da troca de baterista?

André Meyer – Éverson se mantém afastado da Distraught desde novembro do ano passado. Chamamos então Dionatan Santos que é um músico competente para tocar nossas músicas.

 

POA Show – Como surgiu a oportunidade de abrir pro Megadeth?

André Meyer – Entramos em contato com a produtora local, eles aprovaram, depois veio a aprovação da produtora que está trazendo o Megadeth pro Brasil. Agora é só esperar o dia do show.

 

POA Show – Trata-se do show mais importante da carreira da Distraught?

André Meyer – Sem sombra de dúvidas. Megadeth é uma grande banda e tudo isso já está trazendo muitas coisas positivas pra nós.

 

POA Show – Como a banda está se preparando para esse show? Está  sendo preparado algo especial?

André Meyer – Muito ensaio. Pelo fato de sermos a banda de abertura, não teremos muito tempo, mas posso afirmar que vamos aquecer a galera pro Megadeth.

 

POA Show – Como você avalia a cena Metal no Brasil hoje?

André Meyer – Cresce cada vez mais. Em lugares como norte e nordeste do Brasil é muito forte e é claro São Paulo também. Nós vivemos uma época de muita informação, as coisas são mais rápidas do que quando eu tinha meus 13 anos e comecei a escutar Heavy Metal. Naquela época eram grupinhos pequenos que tentavam conhecer as bandas e era tudo mais difícil.

 

POA Show – E em Porto Alegre?

André Meyer – Porto Alegre sempre foi uma opção de grandes eventos por parte das produtoras devido ao bom público, isso já me parece importante para o crescimento da cena gaúcha.

 

POA Show – Há controvérsias sobre que nome dar ao estilo musical da Distraught. Como você definiria o som da banda?

André Meyer – Não nos preocupamos muito com isso, claro que temos influencias de algumas bandas de Thrash Metal que sempre escutamos, por isso nos identificamos com o estilo, mas escutamos varias outras bandas também.

 

POA Show – Deixe um recado para os fãs gaúchos, chamando a galera para essa grande noite.

André Meyer – Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos que nos apóiam ao longo desses 20 anos que estamos completando, sem vocês nada disso estaria acontecendo. Esperamos todos vocês no dia 26 de abril para tremer o Pepsi On Stage.